domingo, 29 de janeiro de 2012

Pereira

Segundo penso esta pereira foi enxertada num pereiro bravo à muitos anos. Desde o tempo dos meus avós que me lembro de comer destas peras da courela da serra. Passados todos estes anos aqui está ela (já a podei algumas vezes) desafiando as regras da natureza. Nunca foi tratada ou regada a não ser pela água da chuva. Suporta tanto os anos de seca como os de chuva intensa e na altura própria (início de Julho), ai está ela a apresentar estas peras saborosas, sem molestias de nenhuma espécie.

Courela da Serra









Aqui  na Courela da Serra por tras da casa existem uns pinheiros e uns sobreiros que precisam ser cortados, é isso que tenho feito nos ultinos fins de semana e posso afirmar que não tem sido uma tarefa nada fácil. Enfim sem trabalho nada se consegue e a tarefa já vai a mais de meio.

Aqui estão os ditos cujos

Antes





Depois










sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Vista da horta em 9-12-2011

Vista da horta com a particularidade da laranjeira estar carregada de laranjas nesta parte da sua copa e no resto existirem muito poucas. Realmente a mãe natureza está sempre a surpreender-nos.

Sementes abóbora


Aproveitamento de sementes destas deliciosas abóboras para posterior sementeira.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Agostinho da Silva





O homem que não tinha BI nem Nº contribuinte


"Não me importa nada que me critiquem. Exactamente como não me importa nada quando me elogiem. Tanto me faz que uma pessoa me elogie como me censure - eu considero aquilo como uma opinião pessoal e não comparo com coisa nenhuma porque eu próprio não tenho opinião pessoal a meu respeito. Não me sinto nem herói, nem criminoso, sinto que vivo, sinto que sou."

"Os meus conselhos devem servir para que você se lhes oponha. É possível que depois da oposição venha a pensar o mesmo que eu; mas nessa altura já o pensamento lhe pertence."

"Os defeitos de que te acusas são o reverso das qualidades de que te orgulhas."

"Nem paz nem felicidade se recebem dos outros nem aos outros se dão. Está-se aqui tão sozinho como no nascer e no morrer."

"Quem tem a consciência de que é alto e o afirma a si próprio e aos outros com orgulho, efectivamente não o é, porque nem sabe o que é ser alto; que noção poderá ter de altura o que só olha para baixo?"

"A grande diferença entre o inteligente e o estúpido - entre o chamado inteligente e o chamado estúpido - é que o primeiro se esforça."

"A mulher está muito perto da Natureza; há nela os mesmos encantos e os mesmos perigos."

"A política tem sido a arte de obter a paz por meio da injustiça."

"Toda a propriedade se apropria do proprietário."

"Se és de uma religião, cumpre-a, tendo simultaneamente a certeza de que tudo aquilo é nada."

"O ideal da vida deve ser acima de tudo a serenidade."

"Não seja servil: não tenha servos."

"Quando um modelo de vida lhe parecer bem, siga-o, mas, por favor, não queira que os outros também o sigam; o pregador é intolerável."

"Se fazes és; se não fazes serias."

"Se me julgas te julgas por julgares."

"Entende-se o medíocre; não se entende, porém, que quem se ama nele mergulhe."

"Partido é uma parte: sê inteiro."

"Podes, e deves, ter ideias políticas, mas, por favor, as «tuas» ideias políticas, não as ideias do teu partido; o «teu» comportamento, não o comportamento dos teus líderes; os interesses de «toda» a Humanidade, não os interesses de uma «parte» dela. E lembra-te de que «parte» é a etimologia de «partido»."

"A liberdade que há no capitalismo é a do cão preso de dia e solto à noite."

"Se os comunistas fossem religiosos seriam frades; se os frades fossem políticos seriam comunistas."

"Se te não decidires a resolver tudo acabarás por não resolver nada."

domingo, 22 de janeiro de 2012

Antonio Lobo Antunes

"Um parvo em pé vai mais longe que um intelectual sentado.
" Fonte: - Livro de Crónicas, 1998  
Antunes , António Lobo 

A Vaidade e a Inveja Desaparecem com a Idade  
 
Com o passar do tempo, há dois sentimentos que desaparecem: a vaidade e a inveja. A inveja é um sentimento horrível. Ninguém sofre tanto como um invejoso. E a vaidade faz-me pensar no milionário Howard Hughes. Quando ele morreu, os jornalistas perguntaram ao advogado: «Quanto é que ele deixou?» O advogado respondeu: «Deixou tudo.» Ninguém é mais pobre do que os mortos.

António Lobo Antunes, in "Diário de Notícias (2004)"
"A agricultura é a arte de saber esperar.
Autor - Bacchelli , Riccardo

sábado, 21 de janeiro de 2012

Regador

Não sei quantos anos terá este regador, mas eu acho que o conheço desde que me conheço a mim. Como gosto de guardar todas as coisas antigas que me façam lembrar que fui feliz, aqui está ele para as curvas, nunca se negando a dar uma boa rega nas plantas que necessitam, é só encher no tanque, e ai está ele pronto a regar.

 Na wikipédia a definição de regador é esta:

O regador é um dispositivo para espalhar direcionalmente a água (ou outros líquidos) sobre plantas, vasos e canteiros. Se encontra atualmente em crescente uso devido à preocupação global com o uso consciente da água.
É normalmente constituído por um corpo que acumula água e um crivo ou chuveiro que dispersa a água em gotas, ligado ao corpo por um bico cônico. Possui ainda alça para o manuseio.
É um equipamento de jardinagem atualmente adotado como objeto de decoração nostálgica pelo fato de ser feito artesanalmente na maioria das comunidades agrícolas nos séculos XIX e XX.
Simboliza também as atividades de diversos grupos ambientalistas no sentido de divulgar e fazer crescer um estilo de vida mais ligado à Natureza.

Será que está a voltar a ser utilizado, se assim for eu fui  um dos pioneiros pois nunca deixei de o utilizar, e lá que poupa água, poupa sim senhor.


Musica na horta

Já li algures que as vacas dão mais leite se ouvirem musica classica, aqui na minha horta não tenho nenhum estudo cientifico que prove que as plantas crescem mais rápido e ficam maiores quando tratadas ao som de música(o que eu faço quase sempre),  mas tenho a impressão que sim, senão vejam estes exemplos.

O velhinho rádio



 Exemplar de rábano ainda em crescimento







Motocultivador

Hoje quero apresentar o meu braço direito na horta, o meu motocultivador, velhinho mas muito trabalhador.




Com ele tenho "charruado"  a terra  da horta já não sei quantas vezes. De cada vez que isso acontece por muito que fique cansado, só imagino o que era antigamente quando tudo tinha que ser cavado à enxada,  porque não existiam estas "modernices". Outros tempos.
Acho esta máquina o aliado ideal do "agricultor" a tempo parcial, como é o meu caso, que cultivo uma horta sem considerar o tempo utilizado como um custo, mas sim como um hobby.